Copyright © 2015 by Revista Hobby News  ·  Todos os direitos reservados ·
Your Business Website
Your Company Slogan Here ...
Imperdível como sempre com várias matérias técnicas, novidades do mercado e repleta de informações.
Fique por dentro de tudo o que acontece no hobby/modelismo
.
L-39 Albatros
Fernando (Ceveira) Bellegarde
Em meados de 2015 meu modelo AlphaJet, que havia trabalhado por meses a fio para deixar o avião bem escala, sofreu uma queda e deu “PT”. No oitavo voo, a turbina do AlphaJet apagou logo após a decolagem que resultou em uma lenha irrecuperável.
Uma dica que eu dou aos amigos escalistas. Sempre voem seus modelos antes de dedicar horas, semanas e meses em detalhes. Tenham certeza que o tempo e dinheiro serão bem empregados e se o modelo voa bem. Como dizia minha avó: “não gastem vela boa em defunto ruim...” aqui se aplica integralmente.
Resolvi então partir para outro modelo da mesma classe para utilizar todo o equipamento do AlphaJet. Procurando por uma boa oportunidade me surgiu este L-39 da Jet Legend. Um gigante que me assustou pelo tamanho no primeiro momento.
Fiz cerca de 30 ou 40 voos antes de colocar qualquer esforço no aero.

O início
Em fevereiro de 2017 resolvi encostar o L-39 para uma reforma e uma pintura nova. Recuperei todas as batidinhas de transportes e algumas partes que estavam quebradas e iniciei a recuperação!
Depois de muita massa plástica para recuperar partes onde a fibra de vidro estava danificada, entrei com a primeira demão de primer PU.
O que eu não contava era que o primer PU iria tapar praticamente todos os rebites e detalhes que o avião já tinha. O resultado: tive que refazer praticamente todos os rebites do avião.
A PESQUISA
Eu gosto muito de fazer aeros não muito convencionais e iniciei minha pesquisa para definir qual tema eu faria.
Meu L-39 estava pintado com as cores da Esquadrilha RUSSA Pycb de Demonstração Aérea Russa, uma pintura muito bonita com base azul e branca.
Antes e depois da mudança de cores da esquadrilha Pycb
Durante as pesquisas descobri que a mesma esquadrilha havia mudado o padrão da pintura dos seus L-39 após o ano de 2012, para uma pintura preta e amarela, com detalhes em dourado. Amor à primeira vista.
Entrei em contato com os russos (me demoraram semanas pra responder), mas responderam o contato com as cores e marcas dos L-39 originais.
Foto cortesia da Esquadrilha Pycb
Como os aviões ainda estão na ativa, consegui muitas fotos em alta resolução o que me facilitou muito no desenho e reprodução das máscaras de pintura. Inicialmente achei que o trabalho seria fácil, mas me enganei.
Somente para aplicação da máscara de pintura foram quase 4 horas de trabalho, para que ficasse exatamente na mesma posição do L-39 original.
Envelhecimento
Em uma das fotos, percebi que estes L-39, apesar de particulares, não são muito bem mantidos. Muitos vazamentos e sujeiras nas partes de baixo, o que me empolgou bastante para fazer alguns escorridos de óleo e pouca sujeira, já que o envelhecimento se daria somente na parte inferior da fuselagem
O resultado pagou o esforço e o L-39, após 45 dias de pintura, voltou aos céus. Todo trabalho de pintura, verniz PU, base e primer acrescentaram apenas 700grs de peso no avião. Com a bomba de fumaça, os tanques extras e bateria extra, o peso adicionado no total foi de 1 kg apenas. O avião voou espetacularmente bem!
Mesmo com a pintura preta a visualização no ar é boa. Não tive problemas em enxergá-lo mesmo em alta velocidade e em verticais bem alongadas.

Queria agradecer principalmente ao Daniel Lafélix (LafélixRc), Werner Kolbe (tintas AeroTech) e ao Marco Gonzaga (leds e luzes de navegação) que deram um suporte importante na finalização da máquina.
Um abraço!