gallery/logo

MONTAGEM 

MIG 3 DA TRUMPETER

ESCALA 1:48

Guilherme Perdomo de Castro

gallery/014

Como já destacado no review da edição passada, o MIG 3 da Trumpeter - Late Version, vem moldado em plástico cinza, sendo que cada árvore de peças vem protegida individualmente por sacos transparentes de polietileno, em uma caixa grande e bem resistente, lembrando as dos anos de 1960, bom manual de instruções, decais de boa qualidade e folha com esquema de pintura das cores.

O manual de instruções é bem didático, sendo que, como de praxe, inicia-se a montagem pelo interior do cockpit, que é bem satisfatório. A cor interior foi uma mistura de Primer da Gunze adicionando um pouco de Sky Blue X-14 da Tamiya, para dar uma tonalidade aproximada de Russian Interior Grey. Com base em pesquisar realizadas, pintei o assoalho na cor verde médio, apesar de também poder ser pintado de cinza ou verde escuro. As laterais das partes internas foram destacadas com a pintura à mão de alguns itens e depois, um bom trabalho de “wash” para realçar o conjunto.

gallery/mig8
gallery/mig1

O painel foi pintado na cor preto semifosco, com efeitos de “clear”, para dar destaque às partes protetoras dos vidros dos mostradores. O encosto de cabeça e costas foi pintado na cor Brown X-9 da Tamiya, com efeitos de “wash” para simular uso. As tiras dos cintos de segurança foram construídas a partir de fita crepe sobrepostas, pintadas com uma leve camada de tinta à base d’água e os ganchos de engate metálicos foram pedaços de grampos de escritório. Melhor que gastar com photoetched, já que a cabine ficaria fechada, não é mesmo? Depois de fixar em uma das laterais da fuselagem o assento completo, o deck do rádio, e a bequilha da cauda, toda a fuselagem foi fechada, sendo que o encaixe das peças foi muito bom, quase sem esforços posteriores para nivelar e lixar. O próximo passo foi realizar a montagem das peças que formam as asas. O interior dos porões de rodas foi pintado na cor Dark Sea Grey da Gunze, e as portas de trens de pouso na cor alumínio. Como era época de guerra, não existia uma padronização rígida de cores para tais itens, conforme informação obtida na “VVS Research”.

A montagem das peças das asas é bem simples, devendo o modelista tomar cuidado com as duas peças que formam as inserções das tomadas de ar, que precisam ficar bem niveladas. O encaixe asas e fuselagem é sem traumas facilitando muito a vida, mas a parte posterior, logo atrás do radiador, requer uma boa mão de massa, para ficar devidamente nivelado. Na sequência, arrumei a parte frontal, nivelando bem, para receber o “spinner” e as hélices.

gallery/mig4
gallery/mig3

As partes transparentes (proteção da cabine de pilotagem, farol de asa e luzes de navegação) foram coladas e protegidas com fita adesiva apropriada. Uma boa camada de Primer Gunze foi aplicada, para verificar algum erro de montagem e preparar a superfície para a pintura, propriamente dita.

Com tinta preta, realizei o trabalho de “pré shade”, ressaltando as linhas de painéis e contornos, em seguida, na parte inferior foi aplicada a cor RLM 76 adicionada a um pouco de X-14 Sky Blue. Depois de seca, a área foi protegida com fita Tamiya e a parte superior e laterais foram pintadas na cor verde médio, com a mistura de RLM 82 e H-422 Light Green da Hobby Color. No dia seguinte, o que estava pintado foi isolado, sendo aplicada a última cor da camuflagem, verde escuro, que usei uma mistura de Khaki Green H-80 da Hobby Color com um pouco de RLM 77. Retiradas todas as máscaras que protegiam a pintura (exceto as partes transparentes), comecei o processo de envelhecer um pouco o modelo, para dar um pouco mais de realismo. Comecei com “wash”, utilizando a tinta acrílica Pebeo na cor Sépia nas partes inferiores e superiores do kit. Na oportunidade, também pintei os escapamentos na cor marrom e realizei efeitos usando pigmento “Rusty“ da Revell.

gallery/mig5
gallery/mig6

O próximo passo foi aplicar os decais, usando o fixador de decais Mr. Softer da Gunze para ajudar no trabalho. Posteriormente, mais uma mão de “wash”, agora na cor Black Model Color da Valejo, para deixar as cores já aplicadas e os decais um pouco mais escuros, principalmente nas partes onde a cor branca foi estampada.

E, para encerrar a montagem e pintura, uma boa mão de verniz Future. Depois foi só colocar o Spinner, pintado na cor X-14 e as hélices no local apropriado, colar os trens de pouso e portas de proteção, retirar as máscaras das partes transparentes e curtir o MIG 3 terminado.

Foi muito gratificante montar o kit, que tem um encaixe ótimo é bem moldado e muito bonito de se ver pronto, sem contar na quantidade e variedade de camuflagens que podem ser aplicadas e seu ótimo custo benefício! Se você quiser passar bons momentos montando um kit, este é altamente recomendável! Valeu cada minuto com ele.

gallery/mig10
gallery/mig9
gallery/hoverasset 22