gallery/logo

ENTENDENDO O RÁDIO CONTROLE

(RC) DE UM AUTOMODELO

gallery/hoverasset 22

José Luiz Affonso /  Fotos: Divulgação

gallery/rara
gallery/foto 2 e capa

Transmissor

Este é o “rádio controle” – RC (do inglês radio control) – normalmente simplesmente chamado de rádio. No Brasil nossos “motoristas” preferem o sistema de roda e gatilho (wheel-and-trigger systems) ao invés do sistema “stick” normalmente usado para aviões e barcos. Todos os sistemas RC para hobby são proporcionais; Isso significa que os carros dirigem, aceleram e travam em proporção à quantidade e velocidade da entrada que você dá à direção ou aceleração. Por exemplo, se você mover o volante um pouco, o carro fará uma curva ampla e suave. Se você girar a roda bruscamente, o carro virará bruscamente Os rádios também possuem "canais", e cada canal pode operar uma função. A maioria dos rádios de automodelos RC tem dois canais, porque um carro tem duas funções a serem controladas: direção e aceleração. A direção é "canal 1", e o acelerador é "canal 2." Alguns rádios possuem três canais e geralmente são usados em carros que possuem transmissão. Os caminhões e tanques usam rádios com 6 ou mais canais para controlar sistemas de luz e som, torres rotativas, elevação da arma e outros sistemas que o modelo possa ter, além do controle de aceleração e direção.

Volante

É o sistema que determina o giro da roda para a direita ou esquerda. Alguns rádios são equipados com o dispositivo “dual-rate setting” que tanto pode ser um botão como uma roda. A configuração do dual-rate limita o percurso da roda para a direita ou esquerda evitando que o excesso de movimento no volante provoque uma curva muito fechada ou um rodopio na pista.

 

gallery/foto 3
gallery/foto 5

Interruptores de servo-inversão

(Servo-reversing switches): interruptores que inverterão o movimento do servo atribuído a cada interruptor para que o veículo funcione corretamente. Suponha que seu carro gire as rodas para a esquerda quando você comanda para a direita; Se você inverter o servo de direção, ele dirigirá corretamente.

 

gallery/foto 6

Gatilho do acelerador

(Throttle trigger): controla a velocidade do modelo e o freio, dependendo do modelo.

 

gallery/foto 7

Botões de ajuste

(Trim knobs): há um botão de regulagem para cada canal. Os botões são usados para ajustar a direção ou o acelerador para que o carro fique em linha reta quando o volante é centrado.

 

gallery/foto 8

Receptor

Como você pode ter adivinhado, o receptor recebe o sinal transmitido pelo rádio. Para evitar interferências com outros sistemas RC, o transmissor e o receptor devem operar na mesma frequência.

gallery/carroantena

Cabo de antena

 a coisa mais importante a lembrar aqui é que não se deve cortar o fio da antena! O receptor é sintonizado para o comprimento exato do fio incluído, e cortar o fio irá reduzir o alcance e a confiabilidade.

 

gallery/foto 9

Conexão dos servos

(Servo ports): os servos encaixam no receptor através dessas portas. As portas são rotuladas por canal (1 para direção, 2 para acelerador) e a porta "B" é para a bateria. Se você tiver um carro à combustão, uma bateria deve ser carregada para alimentar o receptor e os servos. Se você tem um carro elétrico, o receptor será alimentado pelo controle de velocidade (speed control) do carro.

 

gallery/foto 12
gallery/foto 11

Servos

Estes são os "músculos" do seu carro RC, as peças que acionam as ligações que giram as rodas para a direita e acionam o acelerador e freio do seu modelo. Os servos são classificados por sua velocidade de trânsito (a quantidade de tempo que leva o servo para girar o eixo de saída 60 graus) e seu torque em polegadas-inch.

 

Guias de montagem

(Mounting tabs): estas "orelhas" são usadas para aparafusar o servo no carro. O espaçamento é padrão para que qualquer marca de servo possa ser usada em qualquer carro.

gallery/foto 13a
gallery/foto 13b

Braço do servo

(Servo arm): Os servos são vendidos com braços de diferentes comprimentos, e os kits de carros geralmente incluem um braço específico para o trabalho previsto para o servo. Os braços são ligados ao servo por uma roda dentada (spline) que gira e movimenta o braço. Essa roda dentada (spline) possui um número de ranhuras (dentes) que varia para cada fabricante. (Futaba e Traxxas possuem 25, Hitec possui 24 e as demais 23). Para que não haja desgaste excessivo do braço e nem que este rode em falso é importante usar a configuração correta.

gallery/foto 14

Speed control - Controle de velocidade

Em um carro a combustão, um servo opera o carburador do motor e um freio mecânico. Em um carro elétrico, um controle de velocidade ou acelerador eletrônico é usado para variar as rotações do motor e com ele, a velocidade do carro. O controle de velocidade também aplica o freio, que é eletrônico; o campo eletromagnético do motor fornece o poder de parada. O controle de velocidade simplesmente se conecta ao receptor no lugar de um servo de aceleração.

gallery/foto 15

Tomada da bateria

(Battery plug): conector para a bateria de seu automodelo. O conector padrão é um conector "JST" ou "estilo Tamiya".

gallery/foto 16

Cabos do motor

 A maioria dos controles de velocidade usa conectores tipo bala para conectar o controle de velocidade ao motor.

gallery/foto 17

Dissipador de calor

(Heat sink): um controle de velocidade varia RPM pulsando o motor ligado e desligado muitas vezes por segundo, e isso causa calor. Alguns controles de velocidade são tão eficientes que não requerem um dissipador de calor, mas muitos têm aletas de alumínio para ajudar a dissipar o calor.

gallery/foto 18

Interruptor liga / desliga 

Não é difícil adivinhar o que isso faz. Mas, para uma segurança máxima, você deve sempre desconectar a bateria quando terminar de se divertir com o seu carro ao invés de confiar no interruptor.

.

FREQUÊNCIA

A maioria dos rádios controles vendidos hoje em dia são do tipo 2.4Ghz ao contrário de anos atrás quando os rádios usavam as bandas de AM ou FM para transmissão do sinal.

Ainda são vendidos esses modelos antigos e operam nas frequências de 27Mhz até 72Mhz, mas limitavam muito a pratica do modelismo rádio controlado, pois estes equipamentos operam em uma única e exclusiva frequência e outro modelista não podia usar a mesma frequência sob pena de conflito.

A tecnologia de 2.4Ghz é utilizada no mundo todo em vários serviços como telefonia, redes sem fio, wireless e, inclusive, no modelismo rádio controlado.

E a interferência? Não existe.

Os equipamentos que operam na banda de 2.4Ghz regulamentados e de qualidade possuem um sistema que permite que antes que comecem a operar façam uma varredura das frequências disponíveis no local e só quando encontram uma faixa livre realizam a conexão entre o rádio e o receptor. O nome desse sistema é Collision Avoidance (prevenção de colisão).

Existem dois sistemas para os rádios de 2.4Ghz, o DSSS – Direct Sequence Spread Spectrum onde o receptor e transmissor funcionam dentro de uma faixa fixa do espectro de frequências, e o sistema FHSS – Frequency Hopping Spread Spectrum onde o transmissor e o receptor constantemente estão mudando sua frequência de operação dentro dos limites disponíveis da banda de 2.4Ghz.